+55 (48) 98415 1710 contato@sementecristal.med.br

Quando você opta por trabalhar com pessoas que sofrem de algum tipo de dor diariamente por meses ou anos, você sabe que está lidando com alguém que está lutando para manter sua vida minimante estruturada, com uma carga enorme de sofrimento. A essa altura, para o paciente, viver não é mais uma tarefa simples, comum e muito menos fácil.

O paciente inevitavelmente vai deixando de lado alguns itens importantes para manter uma vida adequada, como trabalho, relacionamento, atividade física, atividades sociais…

A pessoa portadora de dor crônica muitas vezes vai tentando sobreviver à rotina, é acordado a noite várias vezes por causa da dor. Tem efeitos adversos por causa dos medicamentos que utiliza. A digestão e os hábitos intestinais não vão bem. Prefere não sair de casa pois qualquer atividade pode gerar dor. Não suporta a ideia de praticar alguma atividade física pois sente muita dor durante ou após o exercício. Reduz muito seu círculo de amizades. Emocionalmente pode estar abalado, com sintomas de ansiedade ou depressão. Os pensamentos acerca da dor e dos demais problemas associados são repetitivos e muitas vezes tornam-se o centro da vida da pessoa.

Para conseguir eliminar a dor, é necessário um envolvimento grande com a proposta de tratamento. É necessário um empenho pessoal além do comum no tratamento de doenças. O médico e os demais profissionais que tratam da dor, auxiliarão no processo, mas a grande mudança (com o tratamento e apoio adequado) é gerada pelo paciente que deseja melhorar.

Conforme o paciente avança no tratamento e consegue restabelecer mudanças importantes em sua vida em decorrência do alívio da dor, a vida vai se restabelecendo e pode tornar-se ainda melhor do que era antes do quadro doloroso iniciar.

Auxiliar no processo de crescimento e desenvolvimento pessoal de uma pessoa que busca, é sempre muito gratificante. O profissional que trabalha com o tratamento de dor deve estar treinado a reconhecer esse sofrimento nas mais diversas áreas de vida, além de possuir competência técnica para resolver a Dor, que pode ser focal ou difusa.